Sábado, 20 de Julho de 2024
17°

Parcialmente nublado

Paripiranga, BA

Senado Federal Senado Federal

Girão cita CNBB, prejuízos ao comércio e pede rejeição ao PL das apostas

O senador Eduardo Girão (Novo-CE) pediu, em pronunciamento nesta terça-feira (12), a rejeição do projeto que regulamenta as apostas esportivas de q...

12/12/2023 às 23h46
Por: Redação Fonte: Agência Senado
Compartilhe:
 - Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
- Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O senador Eduardo Girão (Novo-CE) pediu, em pronunciamento nesta terça-feira (12), a rejeição do projeto que regulamenta as apostas esportivas de quota fixa, chamadas de bets ( PL 3.626/2023 ). O parlamentar afirmou que a matéria, que está na pauta do Plenário desta terça, “empurra os mais vulneráveis para o vício, para o adoecimento e para o empobrecimento”. Para Girão, o Senado tem o papel de proteger a população brasileira.

— Esse projeto interessa a magnatas. O governo está numa ilusão completa de que vai arrecadar com isso. Só que ele vê assim... Vai arrecadar a curtíssimo prazo, porque, a curto ainda, vai começar a sofrer problemas com doentes mentais, aos montes, com pessoas com problema na segurança pública, porque, para sustentar o vício, a pessoa vai para o desespero — inclusive, são estatísticas de outros países —, e, para cada real arrecadado, você vai gastar três com custo social. Então, é uma matemática que não fecha.

Girão parabenizou nota e vídeo divulgados pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) reiterando posição contrária ao projeto. Segundo o senador, a entidade ressalta que o voto favorável ao jogo será um voto de desprezo à vida, à família e aos seus valores fundamentais.

O parlamentar também citou matéria do jornal O Estado de São Paulo que afirma que as apostas esportivas estão tirando dinheiro do comércio, já que o varejo sofre com uma “competição oculta” pelo consumidor.

— É aquela canibalização que a gente mostrou que existe. O dinheiro vai migrar da produção para os magnatas. A sociedade perde, é desemprego e o custo social é terrível. É uma questão de humanidade.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias